Notícias

Série “Profissões Técnicas”: Técnico em Equipamentos Biomédicos

  • 12 de junho de 2020

Profissão requer características práticas e socioemocionais: proatividade, pesquisa, empatia e capacidade de trabalho sob pressão, especialmente diante da pandemia de coronavírus

Série “Profissões Técnicas”: o que faz o Técnico em Equipamentos Biomédicos?

Na década de 1980 o Brasil começou a se preparar para qualificar profissionais para trabalharem com equipamentos biomédicos, criando os primeiros centros de manutenção formados, inclusive, por técnicos – especialmente da eletrônica, uma vez que ainda não havia técnicos para a área biomédica. As décadas seguintes trouxeram novidades em função do aumento da demanda de produtos e serviços, fomentando a criação de cursos por escolas técnicas, seguindo as premissas do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT), instituído em 2008 e periodicamente atualizado.

Em São Paulo, o SENAI Vila Leopoldina é uma das instituições que disponibilizam o curso técnico em equipamentos biomédicos; e foi lá que o Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Estado de São Paulo (CRT-SP) obteve contribuição para a composição dessa matéria: do coordenador de curso e professor João Sanches.

O Técnico em Equipamentos Biomédicos é o profissional responsável pela instalação e manutenção de equipamentos médico-hospitalares; e também por planejar e executar montagem, medições e testes de todas as tecnologias médicas. E mais: realiza e registra procedimentos de manutenção preventiva, preditiva e corretiva de equipamentos e instrumentos médico-hospitalares odontológicos; analisa tecnicamente os certificados de calibração e segurança; apoia a administração e comercialização de equipamentos biomédicos; e coordena o armazenamento e uso adequado desses equipamentos.

No campo de atuação profissional, destaque para departamentos clínicos de estabelecimentos assistenciais de saúde, tais como hospitais, clínicas e postos de saúde, além de instituições de pesquisa, empresas fabricantes ou revendedoras de equipamentos médico-hospitalares, e empresas prestadoras de serviços de assistência técnica.

A profissão requer características práticas e socioemocionais, como proatividade, pesquisa, empatia e capacidade de trabalho sob pressão, especialmente diante da pandemia de coronavírus (COVID-19); afinal, o Técnico em Equipamentos Biomédicos desempenha um papel fundamental, por atuar diretamente na manutenção de equipamentos essenciais para pacientes em tratamento, como respiradores mecânicos e monitores cardíacos.

Ficou interessado? Então, procure uma escola técnica e seja um profissional da área.

Últimas notícias

Consulta pública sobre o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos

Participe da consulta pública da versão preliminar e colabore para melhorar o novo CNCT; prazo é até 10 de julho de 2020 Prazo para a…
Ler mais...

O que esperar do mercado de trabalho pós-COVID?

Ser Técnico Industrial, informativo oficial do CRT-SP, apresenta um panorama sobre o futuro dos empregos após a pandemia de coronavírus Seção Habilidades do Futuro do…
Ler mais...

Discorde totalmente do PDL nº 304/2020: “Não vamos desistir de nossas conquistas”

Continue votando “Discordo Totalmente” na enquete da Câmara dos Deputados para que sejam mantidas as atribuições dos Técnicos em Mecânica “NÃO VAMOS DESISTIR DE NOSSAS…
Ler mais...

Série “Profissões Técnicas”: Técnico em Equipamentos Biomédicos

  • 12 de junho de 2020

Profissão requer características práticas e socioemocionais: proatividade, pesquisa, empatia e capacidade de trabalho sob pressão, especialmente diante da pandemia de coronavírus

Série “Profissões Técnicas”: o que faz o Técnico em Equipamentos Biomédicos?

Na década de 1980 o Brasil começou a se preparar para qualificar profissionais para trabalharem com equipamentos biomédicos, criando os primeiros centros de manutenção formados, inclusive, por técnicos – especialmente da eletrônica, uma vez que ainda não havia técnicos para a área biomédica. As décadas seguintes trouxeram novidades em função do aumento da demanda de produtos e serviços, fomentando a criação de cursos por escolas técnicas, seguindo as premissas do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT), instituído em 2008 e periodicamente atualizado.

Em São Paulo, o SENAI Vila Leopoldina é uma das instituições que disponibilizam o curso técnico em equipamentos biomédicos; e foi lá que o Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Estado de São Paulo (CRT-SP) obteve contribuição para a composição dessa matéria: do coordenador de curso e professor João Sanches.

O Técnico em Equipamentos Biomédicos é o profissional responsável pela instalação e manutenção de equipamentos médico-hospitalares; e também por planejar e executar montagem, medições e testes de todas as tecnologias médicas. E mais: realiza e registra procedimentos de manutenção preventiva, preditiva e corretiva de equipamentos e instrumentos médico-hospitalares odontológicos; analisa tecnicamente os certificados de calibração e segurança; apoia a administração e comercialização de equipamentos biomédicos; e coordena o armazenamento e uso adequado desses equipamentos.

No campo de atuação profissional, destaque para departamentos clínicos de estabelecimentos assistenciais de saúde, tais como hospitais, clínicas e postos de saúde, além de instituições de pesquisa, empresas fabricantes ou revendedoras de equipamentos médico-hospitalares, e empresas prestadoras de serviços de assistência técnica.

A profissão requer características práticas e socioemocionais, como proatividade, pesquisa, empatia e capacidade de trabalho sob pressão, especialmente diante da pandemia de coronavírus (COVID-19); afinal, o Técnico em Equipamentos Biomédicos desempenha um papel fundamental, por atuar diretamente na manutenção de equipamentos essenciais para pacientes em tratamento, como respiradores mecânicos e monitores cardíacos.

Ficou interessado? Então, procure uma escola técnica e seja um profissional da área.

Últimas notícias

Consulta pública sobre o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos

Participe da consulta pública da versão preliminar e colabore para melhorar o novo CNCT; prazo é até 10 de julho de 2020 Prazo para a…
Ler mais...

O que esperar do mercado de trabalho pós-COVID?

Ser Técnico Industrial, informativo oficial do CRT-SP, apresenta um panorama sobre o futuro dos empregos após a pandemia de coronavírus Seção Habilidades do Futuro do…
Ler mais...

Discorde totalmente do PDL nº 304/2020: “Não vamos desistir de nossas conquistas”

Continue votando “Discordo Totalmente” na enquete da Câmara dos Deputados para que sejam mantidas as atribuições dos Técnicos em Mecânica “NÃO VAMOS DESISTIR DE NOSSAS…
Ler mais...