Notícias

CRT-SP visita prefeituras no interior do estado

  • 23 de dezembro de 2019

Principal objetivo é comunicar e esclarecer as atribuições dos técnicos normatizadas por resoluções baixadas pelo CFT

 

José Avelino Rosa, vice-presidente do CRT-SP, com Antônio Cláudio Falchi, prefeito de Cândido Rodrigues

 

Pelo interior do estado: protocolando ofícios, reunindo-se com prefeitos e secretários municipais

 

Nos dia 16 e 17 de dezembro de 2019 José Avelino Rosa e Adalto Pinto, respectivamente vice-presidente e gerente operacional do Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Estado de São Paulo (CRT-SP) estiveram no interior do estado visitando várias prefeituras, com o objetivo principal de comunicar e esclarecer aos responsáveis pelos departamentos de obras municipais as atribuições dos técnicos normatizadas por resoluções baixadas pelo Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT). Em especial, a Resolução CFT nº 058 de 22 de março de 2019, que “define as prerrogativas e atribuições dos Técnicos Industriais com habilitações em Edificações”; e a Resolução CFT nº 089 de 6 de dezembro de 2019, que “disciplina e orienta as prerrogativas e atribuições dos Técnicos Industriais com habilitação em Agrimensura, Geodésia e Cartografia, e Geoprocessamento” e que permite aos profissionais envolvidos, inclusive, atuar como responsáveis técnicos em projetos de loteamentos de áreas urbanas e rurais, determinando os lotes, áreas verdes e institucionais, sistemas viários e demais áreas públicas.

No dia 16 de dezembro eles visitaram Matão, Dobrada, Taquaritinga, Cândido Rodrigues e Fernando Prestes, sendo recebidos pelo próprio prefeito em alguns municípios: Antônio Cláudio Falchi, por exemplo, em Cândido Rodrigues.

No dia seguinte eles se dirigiram a Itápolis, Ibitinga, Tabatinga, Nova Europa e Gavião Peixoto. Tanto em Tabatinga como em Gavião Peixoto, eles também foram recebidos pelos prefeitos: Eduardo Ponquio Martinez e Gustavo Martins Piccolo, respectivamente.

O CRT-SP tem realizado um intenso trabalho junto às administrações e órgãos públicos municipais, no sentido de informar e exigir o cumprimento das leis, resoluções e decretos que regem a atividade legal dos técnicos, bem como as ações desenvolvidas em defesa da sociedade e pela valorização dos profissionais alocados no Sistema CFT/CRT.

 

Comentar