Notícias

CRT-SP facilita workshop de “design thinking” no Centro Paula Souza

  • 29 de outubro de 2019

CRT-SP e CPS inovam e realizam workshop para despertar inteligência coletiva e buscar soluções para melhoria de cursos técnicos

 

Design thinking: workshop fruto de iniciativa do CRT-SP e do CPS

 

A visão do Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Estado de São Paulo (CRT-SP) é tornar-se referência como autarquia pública dinâmica e inovadora. Por isso, desde a eleição da diretoria executiva em janeiro de 2019, inúmeros projetos vêm sendo colocados em prática para consolidar essa realidade.

As iniciativas frente às instituições de ensino técnico, como a aproximação com o Centro Paula Souza (CPS) provam que é possível inovar e contribuir com a sociedade, garantindo também valorização aos profissionais alocados no conselho. No dia 24 de outubro de 2019 foi realizado um workshop com coordenadores de cursos técnicos, intitulado “Desafios da Coordenação dos Cursos Técnicos de Infraestrutura”, graças a uma iniciativa do CRT-SP que facilitou o processo colaborativo para que os participantes refletissem e criassem ações para o desafio proposto: “Como podemos melhorar os cursos de infraestrutura do eixo tecnológico a partir de uma coordenação mais eficiente?”. “Eu pude contribuir com o processo compartilhando minhas experiências nas realizações de palestras institucionais nas escolas técnicas e também acompanhar parte das atividades desenvolvidas pelo CRT-SP, interagindo por meio da metodologia design thinking”, atesta o conselheiro Adevandro Benedito Olmeda, alegando ter sido muito interessante observar a preocupação dos coordenadores e professores do CPS quanto à comunicação entre a comunidade e seus alunos. “Isso me fez refletir o quanto o CRT-SP vem interagindo com as instituições de ensino para levar aos alunos as novas diretrizes do conselho”, acrescenta.

A abordagem design thinking busca solucionar problemas complexos com foco no ser humano, preocupando-se sempre em conduzir processos baseados em valores como empatia, colaboração e experimentação. Empresas de todo o mundo aplicam a metodologia para criar soluções inovadoras; por isso, o CRT-SP acredita que seja um caminho eficaz para alavancar ideias e atingir objetivos, como servir com eficiência a sociedade por meio da fiscalização do exercício profissional dos técnicos.

 

Resultados – Por meio da facilitação do processo conduzido pela assessora de relações institucionais do CRT-SP, Fabiana Herculano Moraes, com o apoio da colaboradora Mariana Pan y agua, quatro grandes desafios foram propostos ao grupo: comunicação, parcerias, liderança e visão futura. Os coordenadores foram conduzidos a trabalhar colaborativamente na criação de ações que, dentro desses temas, buscassem melhorar os cursos de infraestrutura do eixo tecnológico a partir de uma coordenação mais eficiente. “A experiência foi muito rica e trouxe insights muito importantes para construirmos projetos que abram caminhos para inovação nos cursos do eixo infraestrutura”, avalia Mariana Rodrigues, coordenadora de projetos no eixo de infraestrutura do CPS.

Na abertura do workshop o professor Almério Melquíades de Araújo, coordenador do ensino médio e técnico do CPS, destacou a importância em trazer inovação para a grande de cursos. Também presente o vice-presidente do CRT-SP, José Avelino Rosa, avaliou a iniciativa como extremamente positiva, tanto para o conselho como para o CPS, entidade responsável pela administração das Escolas Técnicas (ETECs) e Faculdades de Tecnologia (FATECs) do Estado de São Paulo.

 

Comentar